alfonzamariaeppinger.com

 

 

Novembro 2013

Comissão para a celebração do 200° aniversário de nascimento
de Madre Afonso Maria Eppinger

 

  Tema : “ A grandeza de uma vida simples “
  Celebração do 200° aniversário de nascimento de Madre Afonso Maria

 

ESPIRITUALIDADE de MAM

 

200 rokov narodenia MAM

3. do AMOUR para com DEUS

A procura constante de Deus

  • O amor de Deus vivido por Madre Afonso Maria foi um amor místico e de total disponibilidade, para se deixar transformar por Deus trinitário e sem cessar permanecer n’Ele. Além disso, ela tinha um ardente desejo de seguir fielmente Jesus Cristo ; o que exigiu forçosamente realizar as práticas generosas e caritativas para manifestar o amor ao próximo, sobretudo em benefício dos mais pobres.

  • Desde a sua juventude ela manifestava o seu amor para com Dieu ; « Quero amar-vos, eu vos amarei, apenas quero ter fome da vossa vontade. Não é verdade que me concedereis a graça de vos amar, de amar só a vós e de fazer sempre e em todas as coisas a vossa santa vontade? »

  • Em Madre Afonso Maria pode-se distinguir nitidamente que o seu amor a Deus comporta e une todas as virtudes teologais e morais. Quando o amor a Deus é plenamente vivido, todas as outras virtudes estão presentes e de maneira generosa.

  • A vida de Madre Afonso Maria é caracterizada por um forte elemento místico. É por isso que ela é uma pessoa mística, típica do XIX Século ; ela viveu a Espiritualidade de seu tempo de maneira pessoal e com intensidade. A Veneração do Coração de Jesus e de Maria, a adoração da Eucaristia, a Espiritualidade dos sofrimentos de Cristo, o amor ao Papa e à Igreja, a veneração de S. José, Santo Afonso de Ligório e de Sta. Teresa de Ávila, tudo isso ela o vivia de maneira intensa, muito pessoal e num constante diálogo com o Senhor. O especto mais importante de seu amor a Deus se descobre na profundidade de sua dimensão mística.

  • Este amor estimulava nela o seu ardente desejo de viver no seguimento de Cristo. Nesse amor ela buscava a força para alimentar a sua vida espiritual e ele lhe dava o entusiasmo necessário para as atividades em benefício dos pobres e dos doentes.

  • Madre Afonso Maria se esforçava a amar a Dieu sem cessar; ao mesmo tempo ela rezava e ama. Ela rezava para poder amar e queria amar. Ela rezava a fim de fazer o que agrada a Deus. Por isso ela podia dizer: « para mim, o que é minha consolação e uma inexprimível graça, é que não posso falar de outra coisa a não ser o que serve para a honra de Deus e a salvação das almas ».

    (Les théologiens, Rome 2009)

    de volta